Me acompanhe pelo e-mail

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Empresa cria prédio subterrâneo com apartamentos para resistir ao “apocalipse”

Empresa cria prédio subterrâneo com apartamentos para resistir ao “apocalipse”

Nesse ano de 2012 diversas profecias sobre um provável fim do mundo se propagaram pelo mundo. Entre místicos e religiosos, são muitas as pessoas que acreditam que o fim dos tempos se dará ainda esse ano.

Visando esse público, principalmente aqueles com alto poder aquisitivo, uma empresa decidiu construir um prédio subterrâneo com capacidade para resistir desde ataques terroristas, até um bombardeio nuclear. Composto de 7 apartamentos, que estão sendo vendidos por U$ 3,65 milhões cada um, o Survival Condo foi totalmente projetado para resistir ao apocalipse.

O prédio subterrâneo está sendo construído sobre um antigo depósito de mísseis no Kansas, nos Estados Unidos e, segundo seus idealizadores, tem uma estrutura capaz de resistir a tudo: desde ataques terroristas e pandemias a erupções solares. De acordo com a revista Época Negócios, a estrutura está sendo construída dentro de paredes de concreto com nove metros de espessura e 53 metros abaixo da terra, e contará com uma piscina aquecida, uma biblioteca e um movie theater.

A empresa responsável pelo projeto afirma que já vendeu três dos apartamentos e que outros dois já estão em negociação. Um dos compradores é o próprio idealizador do projeto, Larry Hall. Ele diz que, por enquanto, frequentará o condomínio apenas como uma casa de férias.

Fonte: Gospel+

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Pastor de Barak Obama é a favor de casamento Gay…

Pastor de Barack Obama também se declara a favor do casamento gay

O pastor da antiga igreja do presidente dos EUA, Barack Obama, em Chicago, Otis Moss 3º, se declarou recentemente a favor do casamento gay. Criticando lideres cristãos que atacaram o presidente por apoiar tal iniciativa, ele chegou a comparar a indignação da comunidade cristã com o casamento de pessoas do mesmo sexo ao escândalo que era, há alguns anos, o casamento entre pessoas negras e brancas. “É uma decisão puramente privada”, defende.

Em uma entrevista para a “Spiegel Online”, o pastor criticou os ministros evangélicos que se opõe ao casamento gay e afirmou que não é o matrimonio entre homossexuais que está destruindo a instituição do casamento. “O que de fato está destruindo o casamento é o desemprego elevado, o encarceramento, a falta de ensino e ministros vivendo em contradição, onde falam sobre santidade, mas vivem em adultério”, ressaltou.

Ele disse ainda que a oposição ao casamento gay não veio das congregações, mas foi um movimento exclusivo entre os pastores. “Muitos pastores negros foram educados em escolas evangélicas. Eles foram ensinados que é preciso se posicionar contra isso em particular. Mas as congregações meio que deram de ombros”, afirmou.

Questionado sobre o apoio que prestou ao presidente quando ele foi fortemente criticado por pastores da Convenção Batista, por dizer que apoia o casamento gay, Moss explicou: “Eu disse que deveríamos dar apoio ao presidente e apoiar os direitos de todos na democracia pluralista que chamamos de amor. E nós vivemos nossa fé; nós não legislamos nossa fé”.

Quando o repórter o perguntou qual parte das escrituras que o leva a apoiar o casamento gay, o pastor imediatamente citou o trecho de João 3:16 que diz: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça”.

Questionado sobre a participação desses pastores em protestos sobre outras questões sociais, Moss criticou: “A maioria dos pastores que protestaram nunca se manifestou contra o racismo, qualquer tipo de injustiça ou brutalidade policial. Eles nunca fizeram nenhuma declaração sobre o atendimento de saúde. Muitos deles permanecem em silêncio sobre questões comunitárias. Eles são calados, mas agora se tornaram líderes desse movimento em particular”.

Fonte: Gospel+