Me acompanhe pelo e-mail

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Lula ironiza versículo da Bíblia é diz que é “bobagem” palavras de Jesus sobre pobres

Lula ironiza versículo da Bíblia é diz que é “bobagem” palavras de Jesus sobre pobres
Nesta quinta-feira (21/07) o ex-presidente da república Luís Inácio Lula da Silva num discurso em Salvador – BA fez certo descaso da famosa passagem bíblica sobre a entrada do rico e do pobre no Reino dos céus. Lula discursou para um público, formado principalmente por pequenos agricultores.
Durante o Lançamento do Plano de Safra da Agricultura Familiar da Bahia 2011/2021, o auge da participação de 15 minutos do ex-presidente da república, que a principio seria apenas uma breve saudação, foi quando ele resolveu fazer uma crítica ao versículo do evangelho de Lucas 18:25, “Porque é mais fácil entrar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus”.
Com o intuito de estimular os trabalhadores rurais lá presentes, disse que o céu deve ser vivido aqui na terra, tendo os pobres o direito de viver bem como os ricos, pois segundo ele alguém que levanta todos os dias, tendo a oportunidade de desfrutar do bom e do melhor já tem vivido o céu.
“Bobagem, essa coisa que inventaram que os pobres vão ganhar o reino dos céus. Nós queremos o reino agora, aqui na Terra. Para nós inventaram um slogan que tudo tá no futuro (…). Queremos que todo mundo vá pro céu, agora. Queremos ir pro céu vivo. Não venha pedir para a gente morrer para ir pro céu que a gente quer ficar aqui mesmo” disse.
Lula levou as pessoas presentes no “Lançamento do Plano de Safra da Agricultura Familiar” ao delírio e foi muito aplaudido pelas suas palavras de desejo ao céu ainda em vida para os trabalhadores.
Fonte: Gospel+

Brigas e divisões nas igrejas podem afetar a vida espiritual dos fiéis?

Brigas e divisões nas igrejas podem afetar a vida espiritual dos fiéis?
Ao longo desses dois mil anos depois de Cristo, a propagação do evangelho ficou por conta dos novos convertidos do então chamado Cristianismo.
Com o crescimento desta nova fé, como se poderia imaginar surgiram também as divergências e diferenças teológicas. A partir do momento em que a Igreja começou a ter uma estrutura física , forma institucional e o fortalecimento do clero, as divisões entre o povo adepto ao Cristianismo começaram aparecer. Desde então, as igrejas cristãs vêem encontrando dificuldade de manter sua unidade, gerando uma hora ou outra divisões que acabam por afetar o ministério e muitas vezes até mesmo a vida dos que dela faziam parte.
O Brasil não foge a regra, dentro do tempo da história da Igreja Evangélica brasileira, várias divisões ocorram, tanto nos grupos tradicionais, como nas igrejas pentecostais e neopentecostais. As divisões não se dão somente por nível denominacional, mas também por conflitos internos ocasionados por desentendimentos de líderes, o que muitas vezes resulta nas chamadas igrejas vizinhas “rivais”.
Segundo especialistas, o motivo pelo qual ocorrem as desavenças no meio das igrejas vão desde a vaidade pessoal dos líderes até insubordinação, na falta de sabedoria para se trabalhar em equipe e interesses pessoais prejudiciais a outros, mas também podem haver as separações geradas das diferenças teológicas (visão) ou de vocações ministeriais não reconhecidas pelas lideranças centralizadoras.
“A divisão é intrínseca à experiência da Igreja cristã: simplesmente, nunca houve um cristianismo indiviso”, aponta o professor Joanildo Burity, coordenador do mestrado sobre fé e globalização do Departamento de Teologia e Religião da Universidade de Durham, na Inglaterra.
Ao mesmo tempo que as separações de igrejas, que consequentemente vem a gerar o aumento das congregações, cause cada vez mais a difusão do cristianismo no mundo, em contra partida elas também são causadoras de desilusões, traumas e desgastes tanto emocionais como espiritual nos membros.
Hoje é muito comum encontrarmos crentes de longa data que já participaram de várias congregações, na maior parte destes casos a razão para essas mudanças congregacionais está nas desconfianças existentes no meio das igrejas.
A divisão nas igrejas reflete de forma negativa e atinge a várias pessoas. Esse tipo de experiência não é difícil somente para os membros da comunidade, mas também para os líderes.
Segundo o Pastor Altair Germano – coordenador pedagógico Faculdade Teológica da Assembleia de Deus em Abreu e Lima (Fateadal), em Pernambuco, os crentes que mais sofrem com processos de divisão são justamente os neófitos na fé, que ainda possuem uma visão romantizada da igreja  e as divisões podem vir a causar grandes males espirituais para os membros envolvidos, mesmo que sendo necessária. A situação também é embaraçosa para aqueles fiéis de longa data em uma mesma denominação, devido a história e ligação gerada no decorrer dos anos coma igreja e irmãos de fé.
Mas ainda a grande preocupação a ser levantada é quanto a credibilidade passada pelo povo de Deus aqueles que dEle pouco conhecem. Além da abalo gerado nos novos convertidos, essas situações trazem consigo a descredibilidade nas instituições cristãs e ferem o Evangelho e seu real propósito.
“Existem consequências muito grandes nesses momentos. Uma delas é o prejuízo ao caráter evangelístico da igreja. Os novos convertidos sofrem um abalo na fé muito grande. Eles esperam da igreja algo novo, querem satisfazer um vazio da alma. Quando se deparam com uma separação que cria um ambiente muito hostil, a decepção é grande. Afinal, no lugar onde tinham a expectativa de encontrar soluções, acabam encontrando mais problemas”, opina o Pastor Josivaldo Carlos, da Igreja Batista Missionária sobre esta situação.
Fonte: Gospel+

Após atacar pastores, Ministério da Justiça elogia Insensato Coração por “expor realidade da perseguição” contra gays

Após atacar pastores, Ministério da Justiça elogia Insensato Coração por “expor realidade da perseguição” contra gays
A novela Insensato Coração vem causando polêmica com seus vários personagens homossexuais na trama e o Ministério da Justiça afirma estar se agradando disso, pois haveria uma “relevância social”.
Neste último dia 21 a Globo soube da decisão da justiça sobre um pedido para baixar a faixa etária da novela, a idéia é ter autorização para o folhetim ser recomendado para maiores de 12 e não maiores de 14 como é hoje. Não houve êxito no pedido, mas o Ministério da Justiça decidiu elogiar a novela “por expor a realidade de perseguição, discriminação e violência” que o segmento LGBT estaria vivendo, segundo os jornais Agora São Paulo e O Dia.
Convenientemente ou não, o elogio inesperado aconteceu logo depois de dois fatos distintos: a TV Globo mandou que sua principal novela diminua a apologia a agenda gay, informação repassada a imprensa somente na última semana; e a inserção pelos autores de uma cena que que cutuca sutilmente pastores. Segundo pessoas que se sentiram ofendidas, a cena faz parecer que os líderes evangélicos são homofóbicos e causadores de desavenças entre pais e filhos através de uma influência negativa.
O Ministério da Justiça também viu na novela global um “esforço para abordar de forma atenuada os temas violentos e eróticos” e enalteceu isso.
Fonte: Gospel+

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Pastor Silas Malafaia fala sobre a Missionária Lanna Holder e sua igreja: “Teologicamente errada e confusa”

Pastor Silas Malafaia fala sobre a Missionária Lanna Holder e sua igreja: “Teologicamente errada e confusa”
Lanna Holder voltou ao noticiário gospel e secular, mais uma vez, para estarrecer os evangélicos que se regozijaram com o seu testemunho de libertação do lesbianismo na década de 90. Em 2002, ela já foi alvo de polêmica ao ter uma recaída – envolveu-se com uma mulher do grupo de louvor de uma igreja nos EUA, ambas eram casadas. Agora, quase dez anos depois, Lanna volta à cena “sem máscaras”, com uma iniciativa e um discurso que escandaliza quem a viu pregar: ela assumiu publicamente o seu relacionamento com a pastora Rosania Rocha – com quem havia se envolvido nos Estados Unidos -, abriu uma igreja em São Paulo, na qual afirma que homossexualidade não é pecado, e admite que o seu testemunho era enganoso até para ela mesma. “Quando me converti, aprendi que a homossexualidade era uma possessão demoníaca. Isso sempre foi uma luta pessoal, eu não entendia porque, mesmo selada pelo Espírito Santo e abençoada com o dom da Palavra, eu continuava sentindo desejos homossexuais”.
Lanna desistiu de lutar contra os seus desejos e sentimentos e fundou uma igreja que ela chama de inclusiva, e não de “gays”. Trata-se da Comunidade Cidade de Refúgio, inaugurada em junho em um bairro central de São Paulo. Lá a pregação é bem diferente daquelas que Lanna fazia quando era membro da Assembleia de Deus. Ele fala de libertação para prostitutas, drogados, alcoólatras, mas não para os homossexuais: “Com uma prostituta, alcoólatra ou drogado, iremos acolhê-lo, mas vamos tentar ajudá-lo a mudar a sua conduta de vida. Com o homossexual, entendemos que não é uma opção, mas sim uma orientação, que, na maioria dos casos, é irreversível, principalmente se for de nascença. Se eu pudesse escolher, jamais seria lésbica”.
Os defensores do Evangelho consideram essa posição uma heresia. Já para a ciência, ainda não há consenso sobre os fatores específicos que levam um indivíduo a tornar-se heterossexual, homossexual ou bissexual, incluindo possíveis efeitos biológicos, psicológicos ou sociais da orientação sexual dos pais. Ao lado da companheira, Lanna mostra firmeza ao defender a nova doutrina, alegando que está pregando o amor e que Deus não faz acepção de pessoas.
Ao referir a inexperiência de muitos ministérios ao tratar de sexualidade, ela acrescenta que o homossexual se diz discriminado pelos evangélicos e que eles se tornaram resistentes à Palavra de Deus. “Eles pensam: ‘Se Deus não me aceita, se vou para o inferno, então vou ‘zuar’ de vez’. É aí que se lançam na promiscuidade, nas drogas e na prostituição”, explica. No meio das discussões acaloradas sobre a PL 122 e kit gay, Lanna virou alvo da mídia como caso inusitado. Muito bem articulada, ela cita versículos bíblicos de Gênesis a Apocalipse que apontam a homossexualidade como pecado e faz uma interpretação diferente, buscando referências nos textos originais, escritos em grego, nas quais as palavras teriam um sentido diferente dos descritoshoje. Com base nessa releitura, ela argumenta que não há na Bíblia condenação para a homossexualidade: “Existe um contexto em que não posso retirar um texto para fazer um pretexto”.

“Homossexualidade na Bíblia é pecado, pode tentar, forçar, mas é pecado”

Um dos maiores articuladores dos protestos contra a PL 122, o pastor Silas Malafaia falou à reportagem da revista Exibir Gospel a respeito da iniciativa de igrejas que se dizem evangélicas, mas defendem que a homossexualidade não é pecado. Em São Paulo, a novidade é a Igreja Comunidade de Refúgio, de Lanna Holder. No Rio de Janeiro, contudo, já existe a Igreja Contemporânea, que tem até filiais pelo Brasil. Tais instituições estão na contramão dos movimentos evangélicos, que pregam o que está escrito na Bíblia: que os homossexuais não herdarão o Reino dos Céus. “O apóstolo Paulo diz em I Co 6-9: ‘Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas’. Sodomitas, aqui, refere-se a homens que se envolvem em atos sexuais com outros homens ”, observou Malafaia, nos bastidores da Marcha para Jesus de São Paulo.
A nova doutrina das igrejas voltadas para homossexuais também ignora o Evangelho que liberta e transforma o homem, conforme aponta o pastor, líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo. Apesar de seu discurso, ele enfatiza que os evangélicos não são homofóbicos, apenas defendem a Palavra de Deus: “Como qualquer organização, a igreja tem regras. O homossexual é bem recebido, mas ele não será membro, porque está no pecado”. Ainda em I Co 6, no versículo 11 o pastor cita: ‘E é o que alguns de vós têm sido (referência aos impuros, idólatras, sodomitas); mas haveis sido lavados, santificados, justificados em nome do Senhor Jesus pelo Espírito do nosso Deus`. Então como é que a pessoa vem para a igreja e continua homossexual?”, questiona.
Sobre os argumentos de Lanna Holder, Malafaia diz que ela está “teologicamente errada e confusa”, porque Jesus ama todos, mas não consente que se continue no pecado. “À mulher adúltera ele disse ‘Vem, mas, agora, não peque mais’. O texto áureo da Bíblia fala do amor (João 3-16), mas os versículos 17 e 18 dizem: ‘Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele’”, acrescenta.
O pastor acrescenta que a Bíblia fala de salvação e de condenação, de amor, misericórdia, mas também de justiça e juízo: “Homossexualidade na Bíblia é pecado, pode tentar, forçar, mas é pecado”. A respeito da afirmação de que se nasce homossexual, Malafaia fala como psicólogo clínico, uma de suas formações: “Não existe ordem cromossômica homossexual. O cromossomo de um homem hetero é igual ao de um homem homossexual, assim como o cromossomo da mulher hetero é como o da mulher homossexual. Homossexualidade é preferência, aprendida ou imposta, é comportamental”. O pastor reconhece, porém, que é necessário que as igrejas tenham uma atenção especial com os homossexuais. “Tem que ajudar, amar e integrá-lo. Muita gente não entende isso. No entanto, se quer ser membro, tem de se submeter às regras. Há salvação para o homossexual, bandido e até para os que se acham politicamente correto. Mas se não aceitar a Cristo, não será transformado, não será perdoado e vai para o inferno. Isso vale para mim e para qualquer um”, conclui.

Campanha de 40 dias de jejum e oração já possui quase 200 mil participantes no Brasil. Saiba como participar

Campanha de 40 dias de jejum e oração já possui quase 200 mil participantes no Brasil. Saiba como participar
Jejuar e orar por 40 dias é o que centenas de Igrejas do Brasil, e também do exterior, farão a partir de 15 de agosto.
A campanha 40 dias de Jejum e Oração, que será lançada em café da manhã no próximo sábado, dia 23, traz como tema deste ano “Igreja, Corpo de Cristo”. Segundo informou o pastor Edison Queiroz, presidente da ATG (Agência de Transformação Global), ao The Christian Post, o objetivo para esta edição é o de buscar transformações para a Igreja,
“Estou muito feliz por mais um ano de campanha. Participamos desde 2005 e a cada edição experimentamos crescimento espiritual e muitas bênçãos de Deus. Estou orando para que muitas Igrejas participem e sejam abençoadas”, disse Queiroz, que é também pastor Sênior da Primeira Igreja Batista em Santo André, ao CP.
Até 23 de setembro, as Igrejas participantes contarão com um livro devocional à disposição de cada membro para meditações diárias sobre temas como “Propósito da Igreja”, além de suas funções e o futuro da Igreja.
“A direção de Deus para este tema é para que haja um retorno à verdadeira Igreja, o legítimo Corpo de Cristo. Temos visto por aí muito animamento, mas pouco avivamento. A Igreja, hoje, no Brasil, é muito extensa, mas muito rasa. Todo Cristão precisa estar ciente do que a Bíblia diz sobre a Igreja”, afirmou o pastor Edison Queiroz.
Pedidos diários de oração às cidades do nordeste também fazem parte das devocionais, a exemplo do que vem ocorrendo nos últimos anos de campanha, que já tiveram foco de orações para tribos indígenas e por missões mundiais, por exemplo.
Até o momento, o site da campanha (jejum40dias.com.br) registra mais de 650 Igrejas inscritas, com um total de 192 mil pessoas participantes, mas a expectativa dos organizadores é maior. “Ano passado passamos de 1.500 igrejas”, afirma Queiroz. A campanha conta com apoio da (SBB) Sociedade Bíblica do Brasil e da Amme Evangelizar.
Em 2010, o tema dos 40 dias de Jejum e Oração foi a Família. Durante a campanha, as Igrejas envolvidas oraram pela restauração de famílias e acompanharam devocionais direcionados a enfatizar os valores e planos de Deus para marido, mulher e filhos. Um ano antes, em 2009, a campanha direcionou esforços em favor da Nação Brasileira. O livro devocional trazia a bandeira brasileira na capa, e as Igrejas oraram contra a corrupção e pelo crescimento econômico do país, dentre outros focos.
“Vimos muitos escândalos vindo à tona e Deus realizando uma grande limpeza na política. Há muito a fazer, mas quando as pessoas oram em concordância, Deus opera”, destaca o pastor.
Igrejas interessadas podem se inscrever pelo site (jejum40dias.com.br) para participar do projeto. Para o final da campanha, as Igrejas são orientadas a realizar cultos ou concentrações regionais. Em Santo André, ao longo dos seis anos, as Igrejas se reúnem em oração e culto no Paço Municipal.

Universitário iraniano é preso por pregar evangelho

Universitário iraniano é preso por pregar evangelho
As forças de segurança do governo iraniano prenderam um estudante universitário na frente de sua casa, com base na acusação de que tem evangelizado e propagado o cristianismo na universidade. Até agora não se tem nenhuma informação sobre o paradeiro do estudante.
De acordo com relatos recolhidos pela Mohabat News, o jovem de 24 anos, chamado Mostafa Zangooyee, foi preso por policiais à paisana da força de segurança, ao sair de casa, tendo sido levado a um local não revelado.
Agentes da força de segurança, posteriormente, contataram os pais do jovem e lhes informaram sobre a prisão e as acusações feitas contra seu filho. Os policiais afirmaram que a acusação contra o jovem foi de evangelização e propagação da fé cristã no campus da universidade.
Mostafa Zangooye é um estudante universitário nascido em Gachsaran, uma cidade na parte sul do Irã, e permanece sob custódia da polícia; sua condição atual e seu paradeiro permanecem desconhecidos.
Recentemente, um dos jornais diários do Irã, o Keyhan – que é administrado pelo governo e cujo editor-chefe foi nomeado pelo aiatolá Khamenei – publicou uma reportagem sobre um professor universitário que foi demitido por propagar o cristianismo na universidade onde lecionava.
Esse jornal está alertando o povo sobre os perigos do rápido crescimento da fé cristã entre os estudantes universitários e também entre professores. O corpo docente relatou que um professor foi demitido de seu emprego na Universidade Livre do Irã, na cidade de Ahvaz, província do Khuzistão.

Famoso ator critica pastores na TV e diz que seria melhor ter programas humorísticos no lugar

Famoso ator critica pastores na TV e diz que seria melhor ter programas humorísticos no lugar
No último dia 16 de julho, Ratinho entrevistou no seu Programada do SBT os humoristas Moacyr Franco e Carlos Alberto de Nóbrega.
Moacyr Franco em sua primeira participação nos cinemas, já recebeu o prêmio de melhor coadjuvante no filme “O Palhaço”, dirigido por Selton Mello.
Durante a entrevistas os humoristas falaram sobre a trajetória na carreira de Moacyr Franco e sobre o prêmio recebido no Festival de Pulínea (cinema).
Em meio a muitas brincadeiras, lembranças e risadas, Moacyr chamou a atenção para segundo ele, a falta de programa humorístico na televisão, afirmando a maios existência de“propagandas e pastores”.
“Está [faltando humor] sim porque a televisão tem muita propaganda, muito pastor”.
Moacyr Franco, citou a TV Record que na sua opinião faz mal uso de seu espaço. “Um pedacinho para vender carro, um pedacinho para falar de religião…” brinca o ator humorista a respeito dos cortes na programação.
O Programa Show da Fé de RR Soares a mais de 8 anos esta presente no horário nobre de televisão da Rede Bandeirantes. Em 2003, a Revista Veja apresentou o pastor RR Soares como a pessoa que tem mais tempo na TV brasileira, com quase sessenta horas por mês.
Moacyr Franco ao terminar da entrevista se desculpou e “justificou-se” por falar dos pastores.
“Primeiro eu quero pedir desculpa, quando eu disse o negocio dos pastores, você sabe que tipos e pastores eu to falando”.
Fonte: Gospel+

Ator ateu da Globo Herson Capri afirma ter sido curado de câncer graças a Jesus

Ator ateu da Globo Herson Capri afirma ter sido curado de câncer graças a Jesus
O ator da rede globo Herson Capri, afirma ter sido salvo por Jesus há 12 anos atrás, logo após descobrir um câncer no pulmão.
Atualmente o ator tem  interpretado o banqueiro Horácio Cortez na novela ‘Insensato Coração’ e diz em entrevista a revista Quem, estar desfrutando de uma boa fase em sua vida, tanto na a familiar, profissional como na espiritual.
Há pouco mais de 12 anos atrás o ator, lutou contra um câncer no pulmão esquerdo por mais de um ano, o qual segundo ele leva a falência 90% dos casos. Este câncer, só é possível ser curado se diagnosticado antes da aparição de quaisquer tipos de sintomas.
Herson Capri descobriu a doença a tempo, quando estava encenando Jesus Cristo em um espetáculo da Paixão de Cristo, em Nova Jerusalém. Na época estava fora de forma e decidiu fazer uma lipoaspiração  para “ficar mais parecido com Jesus”, foi então, nos exames preparatórios que detectaram o câncer.
O ator afirma que sempre acreditou na relação entre a descoberta da doença ter se dado justamente quando iria interpretar a Cristo, ainda que muitos lhe dissessem ser besteira a associação, ele respondia que babaquice era eles não depositarem a credibilidade em Jesus.
Na infância Capri frequentava a um colégio onde os estudos religiosos eram obrigatórios, enquanto em casa seu pai sendo totalmente ateu, o que lhe causará uma vida religiosa um tanto quanto contraditória. O ator afirma que suas práticas de fé começaram a se acentuar após ser salvo do câncer.
(…) Fui salvo por Jesus literalmente. Fui fazer Jesus Cristo, quis ficar magro igual a ele e isso acabou salvando minha vida (…)
Fonte: Gospel+

Justiça de Brasília retira Marcha Para Jesus de calendário e proibe o uso de dinheiro público

Justiça de Brasília retira Marcha Para Jesus de calendário e proibe o uso de dinheiro público
O Tribunal de Justiça do Distrito Federal concedeu, nesta terça-feira (19), uma liminar para suspender parte de uma lei aprovada em 1997. Um dos trechos do texto incluía a Marcha Para Jesus no calendário oficial do eventos do DF e destinava verbas para a celebração.
De acordo com informações do TJ, o presidente da Câmara não viu urgência que justificasse a concessão de liminar, uma vez que a lei foi promulgada há 13 anos e, segundo o político, não houve, de fato, um aumento nas despesas do Governo.
A nota divulgada pelo TJ informa que a decisão foi unânime e tem efeito imediato, até que o órgão tome uma decisão definitiva. A Ação Direta de Incostitucionalidade (Adin) julgada pelo TJ alegava que o projeto de lei só poderia ter sido criado pelo Executivo, e não por um parlamentar da Câmara.
O relator do processo acatou a alegação do Governo sobre a inconstitucionalidade do artigo e defendeu que fosse concedida uma liminar para “resguardar o orçamento público”.
Fonte: Gospel+

Rede Globo ataca pastores evangélicos em cena sobre gay na novela Insensato Coração. Assista

Rede Globo ataca pastores evangélicos em cena sobre gay na novela Insensato Coração. Assista
Foi ao ar na última segunda-feira, 18 de julho de 2011, uma cena polêmica na principal a novela da Rede Globo, ‘Insensato Coração’, exibido na horário com mais ibope da tv brasileira, 21 horas. Xicão Madureira, um dos personagens gays na trama, interpretado por Wendell Bendelack, ao conversar com a personagem Dona Sueli Campelo, interpretada por Louise Cardoso, afirma que seus pais o destratam devido a uma suposta influência de seus pastores.
“A minha mãe só fala comigo para me dar sermão, o meu pai nunca passou do bom dia e cascudo. Os dois vão na conversa do pastor da igreja deles e me tratam como se eu fosse o fim do mundo”
Para muitos evangélicos, todo o contexto da cena faz parecer que a influência de pastores fez com que os familiares do personagem Xicão se afastassem e destratassem o próprio filho devido a sua opção sexual, parecendo que os líderes cristãos incitam a homofobia e a guerra familiar, assim sendo eles a causa das desavenças. A novela que possui ao menos quatro personagens gays, não tem nenhum ligado a religião evangélica, portanto a razão da “barra” vivida por Xicão foi escolha dos autores da novela, os ateus Gilberto Braga e Ricardo Linhares. A cena foi exibida logo depois que a Globo mandou vetar a trama de um dos casais gays da novela e avisou aos autores para pararem de fazer constante apologia a PLC 122.

O Pastor Fabiano Alvarenga da Igreja de Deus no Brasil em Feira de Santana – Bahia, um dos primeiros a comentar e divulgar o video do capítulo no Youtube, se mostrou ofendido como pastor. “É inaceitável tal prática por um meio de comunicação tão conhecido e assistido que é a Rede Globo. Respeitamos todos os homossexuais! Apenas criticamos a prática homossexual, pois estamos em um país onde possuímos liberdade de expressão, como o ministro bem relembrou ao votar a permissão da marcha da maconha…” disse ele.
Nada contente com a forma sútil do ataque da Rede Globo, o pastor Silas Malafaia também demonstrou seu descontentamento com a cena, promovendo um movimento em sua página no Twitter: “Ja enviei um email a um dos donos da Rede Globo com meu veemente protesto contra o ataque feito aos pastores na novela. Proteste também. Manifeste-se contra novela da Rede Globo que ataca os pastores. Ligue para 40022884 ou envie e-mail na pág http://t.co/OIQ4fWU” e completou: “Não tenha medo de dar seu cpf. Estao usando isso para impedir a critica. Proteste 40022884 e envie email na pág falecomaredeglobo.globo.com”
Foram muitos comentários no vídeo postado pelo pastor bahiano, cristãos que também se sentiram ofendidos expressaram sua indignação: “não estou julgando mas os dias da Globo podem estar contados, vocês não estão se levantando contra pastores nem cristãos mas contra a Palavra de Deus. As portas do inferno não prevalecerão contra a Igreja do Senhor jesus!”, afirma o usuário “Ministro Fael” na página. “É ridículo quererem generalizar as coisas e as pessoas. Sou cristã e não sou a favor do homossexualismo, mas não me levanto contra o homossexual, não o julgo, discrimino e maltrato, é um absurdo a tv querer generalizar isso e fazendo o que ela julga ser errado atacando outras pessoas também. Somos pessoas livres para escolher o que queremos ser e fazer de nossas vidas e cada escolha tem sua consequência seja ela boa ou ruim, mas não cabe a ninguém julgar isso…”, afirmou a usuária “Paloma Biscuit”.

Censura da Globo no Youtube

Rapidamente a própria Rede Globo retirou o vídeo do ar no Youtube reividicando os direitos autorais. Indignado, o Pastor Fabiano Alvarenga, responsável pela publicação do mesmo, questionou a reclamação da emissora por existirem vários outros vídeos dela publicados no Youtube que não foram censurados e revela ter recebido um e-mail do serviço de vídeos ameaçando a suspensão de sua conta caso envie mais conteúdo. “Podem suspender, mas em instantes estarei enviando outro,” desafia.
O Gospel + conseguiu salvar o vídeo do Pastor Fabiano antes que fosse apagado pelo Youtube a pedido da Globo. Ele pode ser assistido acima através do serviço Videolog ligado às empresas da Rede Record.

Insensato Coração VS Cristãos

Não é a primeira vez que a novela Insensato Coração fala sobre religião. Em um capítulo exibido no começo de Abril de 2011 a atriz Camila Pitanga e o ator Lázaro Ramos em um diálogo na mesa de jantar afirmam não achar certo que uma criança seja criada com ensinamentos ligados alguma religião. No diálogo os personagem falam em não “impor a criança a uma crença” e se dizem preocupados com a educação do filho por ele ser batizado em uma igreja católica. Assista:


Procurada sobre as polêmicas com o tema gay, a Globo afirma que televisão é um veículo de massa que precisa contemplar todos os seus públicos.
Fonte: Gospel +

Sheik escreve nome no deserto possível de ler até do espaço

Nome de sheik árabe já pode ser no lido até no Google Maps. Foto: Reprodução Nome de sheik árabe já pode ser no lido até no Google Maps
Foto: Reprodução


Um sheik excêntrico, ou talvez apenas egocêntrico, mandou escrever o nome dele no deserto de uma ilha sua nos Emirados Árabes Unidos. As letras são tão grandes que o H, o primeiro A e parte do M viraram canais para o mar. Elas têm 1.000 metros de altura, enquanto o nome tem 3.000m de comprimento e pode ser lido do espaço.

Para saber mais leia a matéria completa no Gizmodo.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Pastor Zé Bruno, ex bispo da denominação, afineta Igreja Renascer: “Pregam ritos banidos por Cristo”

Pastor Zé Bruno, ex bispo da denominação, afineta Igreja Renascer: “Pregam ritos banidos por Cristo”
O ex-bispo da Igreja Renascer e vocalista da banda Resgate, José Bruno, desabafou no twitter. José Bruno afirmou no micro-blog que o Velho Testamento é muito usado nas pregações das Igreja Apostólicas: “Tem uma coisa que me intriga? São as tais Igrejas Apostólicas que só pregam Antigo Testamento, Lei, e Judaísmo. Ritos banidos por Cristo…” escreveu
José Bruno tratou ainda de cutucar a Igreja Renascer: “Da Igreja dos Apóstolos não tem nada. Deus me livre….Já livrou. Acho que não é desabafo não. É sedimentação da convicção. Poderia ter twittado antes no calor, mas agora é na razão.” finalizou.
A redação tentou falar com José Bruno, mas até o fechamento desta edição não houve retorno.
Zé Bruno no Twitter
Twittadas do Pastor Zé Bruno (Foto: Twitter)
Fonte: Folha Renascer

PLC 122 passa a se chamar “Lei Alexandre Ivo” e ganha defesa aberta do senador evangélico Magno Malta

PLC 122 passa a se chamar “Lei Alexandre Ivo” e ganha defesa aberta do senador evangélico Magno Malta
A Lei Alexandre Ivo, o substitutivo do PLC 122 que está sendo preparado no Senado e Câmara, foi defendido por um dos maiores opositores do antigo PLC 122, o senador Magno Malta, líder da Frente em Defesa da Família do Congresso.
Magno, senador pelo Espírito Santo e evangélico, disse: “Estão confundindo a opinião pública. Homofobia é violência física, assassinato, crueldade, barbaridades, já o texto apresentado pela senadora Marta Suplicy, também com novo nome, agora, batizado de Lei Alexandre Ivo, é uma tentativa de enfrentar a intolerância, o preconceito e a discriminação no mais amplo sentido e não apenas em favor dos homossexuais, mas também na questão racial, estética, social, religiosa e contra o machismo que humilha as mulheres”.
Para Magno Malta não se deve priorizar uma ou outra minoria de forma isolado, mas fazer leis que abracem o maior número de possíveis vítimas da intolerância. “Devemos ter ações para enfrentar os preconceitos étnico-racial, o social – de rico contra pobre – estético – principalmente as crianças obesas que sofrem bullying, em relação à sexualidade, a intolerância a religiosidade, a discriminação contra o idosos, o excepcional e a cruel violência contra a mulher”, disse.
Fonte: Mix Brasil

Funcionária cristã se demite para não ter que assinar certidões de casamento gay

Funcionária cristã se demite para não ter que assinar certidões de casamento gay
Laura Fotusky, escrivã na cidade de Barker, anunciou sua demissão na segunda-feira no site New Yorkers for Constitutional Freedoms (Nova-Iorquinos a favor das Liberdades Constitucionais). “Não posso colocar minha assinatura em algo que é contra Deus”, ela escreveu em sua carta de demissão. “A Bíblia ensina claramente que Deus criou o casamento entre homem e mulher como um presente divino que preserva as famílias e as culturas”.
“Eu estaria abrindo mão da minha consciência moral se participasse dos procedimentos de licenciamento [dos "casamentos" gays]“, acrescentou ela.
Fotusky, que foi nomeada a primeira vez em 2007, disse que se demitirá na data de 21 de julho, três dias antes de a lei entrar em vigor. “Tive de escolher entre meu Deus e meu emprego”, ela disse para o jornal PressConnects.
O pastor Jason J. McGuire, diretor-executivo de Nova-Iorquinos a favor das Liberdades Constitucionais, disse: “É lamentável que quando os senadores estaduais estavam ocupados protegendo os interesses especiais dos esquerdistas e enchendo suas contas de campanhas, que eles tivessem cometido negligência ao não protegerem as pessoas religiosas e boas”.
A assembleia legislativa aprovou a Lei de Igualdade do Casamento em 24 de junho, tornando-o o sexto estado dos EUA a reconhecer o “casamento” homossexual, além do Distrito de Colúmbia.
Dentro de dias, uma escrivã da cidade de Volney, perto da cidade de Syracuse, anunciou que estava lutando para proteger seu direito de não assinar as licenças. “Se há qualquer jeito possível de não fazer isso legalmente, então sim, eu não ia querer colocar meu nome em nenhuma dessas certidões ou documentos”, Barbara MacEwen disse para o site Politico. “Essa é a vida deles, eles podem fazer isso, mas não sinto que eu deva ser forçada a fazer algo que é contra meus valores morais e contra meu Deus”.
Contudo, como resultado do esforço de MacEwen o promotor público do Condado de Nassau enviou uma carta para os escrivães da cidade na semana passada avisando que eles enfrentariam processos criminais se recusassem a assinar as licenças.
A Lei de Igualdade do Casamento “não concede nenhuma liberdade de escolha para os funcionários públicos encarregados de dar licenças de casamento”, escreveu Kathleen Rice.
“As isenções religiosas na Lei de Igualdade do Casamento não se aplicam aos escrivães municipais que trabalham em seus papéis de dar licenças”, continuou ela, “e a recusa intencional de um funcionário público de dar licenças de casamento para duplas homossexuais qualificadas pode constituir em má conduta, uma contravenção de primeira categoria conforme vem definida na seção 195.00 da Lei Penal do Estado de Nova Iorque”.
O governador Cuomo disse aos jornalistas na terça-feira que a lei tem prioridade sobre as convicções religiosas dos funcionários públicos. “Se você está dizendo que vai agir de acordo com suas convicções religiosas e não de acordo com a lei do estado, então você não pode trabalhar num cargo em que você tem a obrigação de impor a obediência à lei, certo?” disse ele, de acordo com o NY Daily News. “Pois as leis têm de estar acima de tudo, e têm de estar acima de suas convicções religiosas”.
Os direitos de liberdade de consciência dos funcionários públicos que lidam com licenças de casamento estão rotineiramente sendo pisados em jurisdições em que se permitem os “casamentos” de mesmo sexo.
Quando o “casamento” gay foi introduzido na Califórnia em 2008, vários municípios fecharam suas repartições que faziam cerimônias de casamento em vez de enfrentarem repercussões legais por recusarem agradar às duplas homossexuais.
Na Inglaterra, uma escrivã sofreu derrota após anos de processos, depois que seu empregador ameaçou demiti-la por reorganizar sua escala a fim de não participar da concessão de licenças de casamento para homossexuais.
No começo deste ano em Saskatchewan, no Canadá, o governo provincial decidiu não recorrer de uma decisão de tribunal que disse que os comissários de casamento na província não tinham permissão de escolher não participar da realização de “casamentos” gays. O tribunal havia dito que permitir que comissários recusem realizar “casamentos” de mesmo sexo envia “uma mensagem forte e sinistra” de que “os gays e as lésbicas são menos dignos de proteção como indivíduos na sociedade canadense”.
Num distrito de Amsterdã, onde o “casamento” gay é legalmente reconhecido desde 2007, comissários de casamento são denunciados e obrigados a passar por uma avaliação anual para garantir total cooperação com a mudança da lei, depois que houve suspeita de que duas funcionárias haviam mostrado resistência.

Carol Celico, esposa de Kaká e ex-pastora, ataca Igreja Renascer: “Acreditei em coisas que não estavam na Bíblia”

Carol Celico, esposa de Kaká e ex-pastora, ataca Igreja Renascer: “Acreditei em coisas que não estavam na Bíblia”
Caroline Celico (foto), 23, mulher do jogador Kaká, 29, questionou a validade do dízimo ao afirmar que fazia uma leitura errada da Bíblia, literal. Ela deu um exemplo: “Numa passagem da Bíblia está escrito que para se curar da lepra era preciso dar sete mergulhos no rio Jordão. Então [eu pensava]: se Deus precisava que eu desse sete mergulhos, hoje Ele precisa que eu dê uma oferta, que eu entregue meu dízimo. E até meu dízimo não estar entregue, não vou receber meu milagre. Hoje vejo que Deus conhece o meu coração. Se eu entreguei ou não alguma coisa para Deus, Ele sabe o meu sentimento”.
Carol (como gosta de ser chamada) e Kaká se desligaram da Igreja Renascer ao final de 2010. Ela disse em entrevista à coluna de Mônica Bergamo, na Folha desta sexta-feira (15), que não pretende seguir nenhuma religião. “Por enquanto não sinto falta dos rituais”, afirmou. “Mas não posso dizer nunca mais.”
Ela não quis falar sobre as causas de sua saída e a de Kaká da Renascer. “Foram por muitos motivos, mas não vou citá-los. Isso é uma coisa minha.”
No ano passado, quando Carol escreveu no Twitter “como é bom não pertencer a nenhuma denominação”, especulou-se que o casal estava descontente com Estevam Hernandes, fundador da igreja, por causa da má administração e denúncias desvio do dízimo.
Kaká, além de ser usado como garoto-propaganda da Renascer, era o maior dizimista da denominação. Estima-se que só em 2009 ele tenha colocado R$ 2,4 milhões nas mãos de Hernandes.
Na entrevista, Carol deixou claro que rompeu com a teologia da prosperidade pregada pela Renascer, entre outras igrejas evangélicas. “Acreditei em coisas que não estavam na Bíblia.” Disse também que nas músicas do CD que começa a ser vendido nos próximos dias ela procura passar a mensagem de que Deus não age “aumentando uma conta de banco ou abrindo uma porta de emprego”. Acrescentou que, para ela, “Deus não é isso”.
Fonte: Paulopes

SBT dificulta e igrejas desistem de alugar horário na emissora; Igreja Mundial deve comprar TV própria

SBT dificulta e igrejas desistem de alugar horário na emissora; Igreja Mundial deve comprar TV própria
Mesmo sem ter desistido de vender espaço para programas evangélicos, o SBT não desperta o interesse de líderes religiosos para ocupação na grade da emissora. Os principais motivos podem ser a questão burocrática e o pagamento antecipado dos valores cobrados.
Apesar de algumas negociações sem sucesso, o único que ainda persistia em busca de um espaço na emissora de Silvio Santos é o apóstolo Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus. Mas quando os acertos indicavam um final feliz e os R$ 8 milhões cobrados mensalmente pelo SBT não significavam problema, o impasse foi o adiantamento de três meses sobre o valor acertado, exigido pelo canal como garantia.
Depois disso, já se passaram quase três meses e o assunto não foi mais sustentado por ambas as partes, caindo no esquecimento.
Valdemiro agora busca conseguir um canal próprio em São Paulo, o que parece estar bem próximo de acontecer.
Fonte: SRZD

Patriarca Renê Terra Nova “unge” sem querer Bispa Sônia Hernandes a apóstola e causa mal estar na Renascer; Estevam Hernandes veta

Patriarca Renê Terra Nova “unge” sem querer Bispa Sônia Hernandes a apóstola e causa mal estar na Renascer; Estevam Hernandes veta
Na Conferência Apostólica realizada na tarde deste sábado, 16 de julho, o apóstolo Renê Terra Nova chamou a bispa Sonia Hernandes de “apóstola do avivamento”. A afirmação de Renê criou mal-estar na liderança da Igreja Renascer em Cristo. Já na reunião da noite, o apóstolo Estevam chamou a bispa Sonia no altar para ministrar a oferta, ao chamá-la alguns membros gritaram “apóstola Sonia”, logo Estevam corrigiu dizendo “não, bispa Sonia Hernandes”.
O apóstolo Estevam explicou o ocorrido: “Queridos, o apóstolo Renê Terra Nova chamou a bispa de apóstola porque ele tem uma visão e respeitamos, mas ele não ungiu a bispa. Ela continuará sendo bispa, não temos essa visão(de apóstola)” explicou, criando um silêncio no ginásio. O apóstolo Estevam explicou ainda que não tem nada contra o título de apóstola, mas na Renascer isso não existe.
Ao pegar o microfone a bispa Sonia avisou: “Quero continuar debaixo dessa visão, sou bispa. Eu quero é mais poder de Deus”
Renê Terra Nova por diversas vezes afirmou que os apóstolos são patriarcas, o que também não é aceito pela Igreja Renascer em Cristo.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Igreja Evangélica diferente com orações e músicas 24 horas por dia faz sucesso

Igreja Evangélica diferente com orações e músicas 24 horas por dia faz sucesso
A música de adoração é tocada por bandas ao vivo, sem pausa, dia e noite, desde maio de 1999. Vozes chamando por Jesus ou rogando a Deus para ajudar vítimas do furacão ou fazer passar no Congresso a proibição do aborto são ouvidas em um auditório que é o coração físico e espiritual da Casa Internacional de Oração, um ministério cristão que está rapidamente se tornando um movimento.
Fundada há 12 anos por Mike Bickle, um pastor evangélico autodidata, com um grupo de 20 fiéis, a Casa Internacional de Oração, localizada em um shopping center antigo do Kansas, hoje atrai dezenas de milhares de fiéis para suas reuniões.
Um quadro totalmente dedicado de 1 mil funcionários, chamados de missionários, desistiram de suas carreiras para se mudar para o local, vivendo de doações e passando várias horas por dia na sala de oração para deleitar-se com o que eles descrevem como uma comunicação direta com Deus.
Outros mil estudantes frequentam a escola bíblica adjacente, preparando-se para espalhar essa marca fervorosa do cristianismo.
A sala de oração sempre cheia e a comunidade devota crescendo em torno dela estão no epicentro de uma rede nacional pouco conhecida, mas em expansão: dezenas de grupos que estão praticando a oração perpétua de uma forma raramente vista na América moderna, disse Marcus Yoars, editor da revista evangélica Carisma.
Bickle recebeu elogios de muitos evangélicos, mas também tem sido criticado por alguns pastores pelo que eles descrevem como uma teologia não-ortodoxa e atmosfera de culto – acusações de que Bickle rejeita.
Mas muitos jovens seguidores disseram ter sido atraídos pela sensação de comunhão com Deus e de ter dado pouca atenção a questões como essas.
Os funcionários e alunos aqui são obrigados a passar pelo menos 25 horas por semana na sala de oração, e eles também fazem jejum semanal por um dia ou mais. A adoração contínua, segundo Bickle, afeta eventos do mundo real, enfraquecendo os demônios e fortalecendo os anjos que giram entre nós. Mais importante, diz ele, os encantamentos, multiplicados em todo o mundo, podem ajudar a acelerar a chegada do tão esperado dia do juízo final.
A Casa Internacional de Oração é “um exemplo importante” da proliferação das igrejas carismáticas, disse Catherine C. Bowler, historiadora religiosa da Escola de Teologia da Universidade de Duke.
De megaigrejas com dezenas de milhares de membros aos ministérios mais intensos e incomuns, como os de Bickle, essas igrejas, que praticam a cura pela fé e da canalização do espírito, constituem um dos segmentos de mais rápido crescimento no cristianismo americano, atraindo milhões de seguidores.
Fonte: IG

Deputado Jean Wyllys filia-se a entidade cristã que participou da Parada Gay

Deputado Jean Wyllys filia-se a entidade cristã que participou da Parada Gay
“Queremos mostrar que as igrejas estão divididas e não representam a unanimidade dos religiosos sobre o assunto. Essas lideranças homofóbicas provocam divisões dentro das igrejas e dividem nossos fiéis. Não têm o direito de demonizar nenhum segmento da sociedade e colocar o conceito de pecado a toda a sociedade e transformá-lo em lei. Na teologia cristã, o maior pecado é não amar ao próximo”, relata Anivaldo Padilha.
Anivaldo Padilha é formado em Ciências Sociais, membro da Igreja Metodista e presidente da Organização KOINANIA, que segundo ele visa acabar com todo e qualquer tipo de discurso religioso que legitime qualquer forma de preconceito, entre eles a homofobia. Em um artigo de Anivaldo Padilha, republicado no site do Deputado Jean Wyllys, no dia 11 de julho, ele fala a respeito da “Frente de Religiosos Contra a Homofobia” do qual é Coordenador.
Segundo Anivaldo , a maioria da população religiosa possui baixa educação e informação política, porém, a maioria dos fiéis é formada por pessoas de boa fé, e que ao ter ter acesso a informação adequada, terá oportunidade de refletir e de não se tornarem presas manipuláveis das campanhas homofóbica.
Apoiados pelo público na Avenida Paulista, com a adesão de vários grupos religiosos e mais de uma centena de pessoas até o término do trajeto, a “Frente de Religiosos Contra a Homofobia” participou da Parada Gay de 2011.
“Compartilho essas informações para mostrar que temos um grande desafio pela frente, mas, ao mesmo tempo, um campo fértil para fazer brotar as sementes do respeito à diversidade e à afirmação de direitos”, relatou Padilha em seu artigo e declarou que unirá forças a outros setores da sociedade que também busca pelo fortalecimento do Estado laico e admitiu publicamente seu apoio a PLC 122/06.
Fonte: Gospel+

Pastor Silas Malafaia prepara defesa contra pedido de cassação de seu registro

Pastor Silas Malafaia prepara defesa contra pedido de cassação de seu registro
O pastor Silas Malafaia tem até está sexta-feira, 15, para apresentar sua defesa ao Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro. No final do mês de junho militantes gays entraram com o pedido para cassar o registro de psicólogo do pastor alegando que ele comete práticas homofóbicas em seu programa Vitória em Cristo.
Como já foi dito pelo pastor, na televisão ele fala como pastor e não como psicólogo. “Eles tentaram por três vezes cassar o meu registro de psicólogo, não deu em nada, foi tudo arquivado,” disse Malafaia em um vídeo.
Seus advogados apresentarão uma defesa baseada em dois pontos: – o pastor tem o livre arbítrio para emitir opiniões e, em nenhum momento, o faz na condição de psicólogo.
Fonte: Gospelprime

Nova PLC 122 será apresentada e votada muito em breve; Políticos se unem para traçar novas estratégias

Nova PLC 122 será apresentada e votada muito em breve; Políticos se unem para traçar novas estratégias
Deputados e senadores que integram a Frente Parlamentar pela Cidadania LGBT se reuniram nesta terça-feira, dia 12, para discutir os últimos acontecimentos envolvendo o PLC 122 e o seu possível substituto.
A longa reunião começou com a fala da senadora Marta Suplicy, que preside a Frente LGBT no Senado (na Câmara é Jean Wyllys). Ela apresentou aos parlamentares presentes (Manuella Dávilla, Jean, Janete Pietá e representantes de outros membros da Frente) todos os detalhes da série de encontros e negociações que teve com os senadores Marcelo Crivella, Demóstenes Torres e Magno Malta.
Em seguida os parlamentares discutiram ponto a ponto aquela que pode ser a nova lei anti-homofobia, elaborada a quatro mãos pela senadora junto ao presidente da ABGLT, Toni Reis; e os senadores Marcelo Crivella e Demóstenes Torres. Após a discussão, alguns parlamentares, entre eles o deputado Jean Wyllys e a deputada Manuela D’Ávila, apresentaram uma lista de sugestões com o objetivo de aperfeiçoar o novo texto.
Os demais membros da Frente Parlamentar também se comprometeram a lançar outras sugestões. Elas serão compiladas em um único documento que será debatido após o recesso parlamentar, na primeira semana de agosto. Depois de aprovado pela Frente Parlamentar, o texto será levado pelos deputados Jean Wyllys e Manuela D’Ávila para a Câmara, onde buscarão apoio de outros parlamentares.
Enquanto isso, a senadora Marta Suplicy levará a proposta para discussão e aval dos primeiros elaboradores: Toni Reis, Marcelo Crivella e Demóstenes Torres. Passando pelo crivo, Marta vai correr atrás de mais senadores para que eles possam subscrever o projeto, que será apensado ao PLC 122.
“Se conseguirmos avançar com esse texto, tenho certeza que poderemos aprovar um projeto contra a homofobia, porque significa que terá acordo. Paciência e determinação levarão à boa negociação. Conseguimos avançar as conversas no Senado. Tenho certeza que Manuela e Jean vão conseguir acordo desse texto embrionário na Câmara”, declarou a senadora Marta Suplicy.
Se tudo ocorrer como o previsto, deputados e senadores da Frente Parlamentar pela Cidadania LGBT pretendem levar a votação a lei anti-homofobia ainda no mês de agosto.
Fonte: Mix Brasil

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Deputado evangélico apresenta projeto de plebiscito para saber se Brasil quer legalização total do casamento gay

Deputado evangélico apresenta projeto de plebiscito para saber se Brasil quer legalização total do casamento gay
Tramita na Câmara o Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 232/11, do deputado federal evangélico André Zacharow (PMDB-PR), que prevê a convocação de plebiscito nacional sobre a união civil entre pessoas do mesmo sexo.
Conforme a proposta, nas eleições seguintes à aprovação do PDC (em 2012 ou 2014), os eleitores deverão responder à seguinte pergunta: “Você é a favor ou contra a união civil de pessoas do mesmo sexo?”. O resultado do plebiscito, conforme a proposta, servirá de base para a aprovação imediata de uma lei que vai liberar ou proibir esse tipo de união.
Em maio deste ano, a união entre pessoas do mesmo sexo foi reconhecida legalmente pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em decisão unânime. Com isso, passaram a ser aplicadas a esse tipo de relação as mesmas regras da união estável heterossexual, previstas no Código Civil.
Zacharow argumenta que se trata de uma questão polêmica, que tem suscitado violência verbal e física. Para ele, a consulta popular é a única forma de acalmar os ânimos. “Todos deverão se curvar a vontade nacional a ser expressa no resultado do plebiscito”, disse.

Tramitação

A proposta será analisada pelas comissões de Direitos Humanos e Minorias; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois, seguirá para o Plenário.
Fonte: Mix Brasil

Pastor é detido em público em São Paulo por pregar contra homossexualismo; Policiais usaram spray de pimenta. Assista

Pastor é detido em público em São Paulo por pregar contra homossexualismo; Policiais usaram spray de pimenta. Assista
Um Pastor, que não teve a identidade revelada, acabou sendo encaminhado para a delegacia por pregar contra o homossexualismo. A ocorrência aconteceu na Praça da Sé enquanto o evangélico citava versículos bíblicos de Romanos 1 dos versos 22 em diante.
O fato aconteceu após um pedestre ouvir a pregação do pastor e não gostar do que ele dizia, o pedestre então chamou a polícia que primeiramente tentou resolver amenizar a situação, mas como as partes não se decidiam um princípio de tumulto foi iniciado e o pastor acabou sendo levando com os policiais.
Em meio a discussão, a polícia usou spray de pimenta para dispersar os fiéis e curiosos que estavam presentes. Testemunhas afirmam que a polícia estava apreendendo os celulares das pessoas que filmavam o momento.

A detenção aconteceu no dia 28 de junho de 2011, por volta das 15h, onde é comum pastores se revezarem diariamente em pregações. Houve novo tumulto após fiéis tentarem impedir que o Pastor entrasse no camburão para se dirigir a delegacia.
Não foi informado sob qual crime o Pastor teria sido acusado.
Fonte: Gospel+

No púlpito, criança de 9 anos afirma que venderá todos os brinquedos para dar o dinheiro na Igreja Universal

No púlpito, criança de 9 anos afirma que venderá todos os brinquedos para dar o dinheiro na Igreja Universal
Durante a campanha “Revolta” realizada pela Igreja Universal do Reino de Deus na catedral de Santo Amaro, em São Paulo, um momento chamou a atenção de fiéis e internautas que posteriormente assistiram a cena. Uma criança de nove anos subiu ao altar e afirmou que irá irá vender todos os seus brinquedos para ter dinheiro e dar a igreja, ao seu lado estava sua mãe durante um processo de exorcismo.
O garoto Felipe durante a “Fogueira Santa” da Igreja Universal se diz preocupado com a situação de discórdia entre seus pais. O Bispo Guaracy Santos pergunta ao menino se ele estaria disposto a fazer um sacrifício em favor da paz na sua casa e o menino prontamente responde que sim. “Vou dar tudo o que eu tenho (..) vender meus brinquedos e colocar tudo aqui no altar, quero ver meus pais felizes”, diz Felipe.
Do outro lado do púlpito estava sua mãe se debatendo, sendo segurada e gritando com uma voz grave que gostaria de fazer maldades, ela estava em processo de exorcismo enquanto seu filho dava entrevista ao pastor. Ao final do vídeo, o Bispo afirma: “Pela valentia dele, a família inteira vai mudar”.
Desde que foi postado pelo Bispo Edir Macedo o vídeo sobre a campanha Fogueira Santa da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) gerou muita polêmica e acabou rendendo vários comentários. O vídeo causou injuria em muitas pessoas na internet que disseram a IURD estaria “roubando a infância da criança” e a usando para promover a campanha da igreja ao aceitar e divulgar a venda dos brinquedos para conseguir e doar o dinheiro. Por outro lado os fiéis da denominação exaltaram a atitude de Felipe dizendo que seria um ato de fé a Deus e amor aos pais.


Respostas

Em meio a polêmica a Igreja Universal se pronunciou afirmando que Felipe já havia vendido quase todos os brinquedos. Segundo a denominação, a criança teria entrado no Blog do Bispo Edir Macedo e deixado o seguinte comentário como testemunho: “Olá bispo, eu sou o Felipe do vídeo, quero lhe contar que Deus já está fazendo mudanças na minha família, inclusive meu pai está participando da Fogueira Santa (…) até o dia 17, eu subirei junto com os meus pais no altar e irei descer com a vida de Deus em nós. Em nome do Senhor Jesus”.

Fogueira Santa

Segundo a Igreja Universal, o objetivo da “Fogueira Santa”, realizada anualmente nos meses de janeiro e julho, é acordar nas pessoas a fé genuína através do “sacrifício” de algo de valor a ser doado a igreja, geralmente dinheiro, mas podendo ser casa, carro, entre outros bens.
Fonte: Gospel+

Confira a íntegra o texto do novo PLC 122 feito por Marta Suplicy, Marcelo Crivella e lideranças gays com apoio de evangélicos

Confira a íntegra o texto do novo PLC 122 feito por Marta Suplicy, Marcelo Crivella e lideranças gays com apoio de evangélicos
A senadora Marta Suplicy avisou que não irá arquivar o PLC 122, mas preparou um substitutivo para ele afim de formar uma nova frente de ação dando maiores chances de aprovação do projeto. O novo texto tem apoio de parte da bancada evangélica e foi criado pelos senadores Demóstenes Torres e Marcelo Crivella (evangélico), lideranças gays e a própria Marta Suplicy. O senador evangélico Magno Malta também participou de reuniões sobre o projeto de lei, mas não assina como um dos autores.
A nova proposta, segundo os idealizadores, visa agradar a tanto ao lado evangélico quanto ao lado gay, afim de facilitar a aprovação. Do texto base da antiga PLC 122 foi retirado a pena por discurso contra o homossexualismo, principal temor da igreja. O grande foco do novo projeto é contra a violência física, com agravantes para gangues e pessoas da mesma família que ataquem homossexuais.
Como de costume, o novo texto também tem polêmicas. No artigo 3, referente a empregos e contratações, uma pessoa que entre algumas opções de candidatos que cumprem com as qualificações exigidas para serem contratados decide escolher não contratar o gay devido a sua opção sexual pode ser condenado de um a três anos de prisão. O mesmo vale para donos de estabelecimentos que decidam não autorizar um gay a comprar ou entrar em sua loja, seja qual ramo for.
O projeto atenderá com o nome de CDH, mas como ainda não foi apresentado no Senado ainda não se sabe qual número receberá. O texto ainda pode sofrer modificações, já que lideranças gays estão pedindo sugestões e críticas para o texto elaborado com os senadores.
Confira abaixo o texto da nova PLC 122
Criminaliza condutas discriminatórias motivadas por preconceito de sexo, orientação sexual ou identidade de gênero e altera o Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal para punir, com maior rigor, atos de violência praticados com a mesma motivação.
O CONGRESSO NACIONAL decreta:
Art. 1º Esta Lei define crimes que correspondem a condutas discriminatórias motivadas por preconceito de sexo, orientação sexual ou identidade de gênero bem como pune, com maior rigor, atos de violência praticados com a mesma motivação.
Art. 2º Para efeito desta Lei, o termo sexo é utilizado para distinguir homens e mulheres, o termo orientação sexual refere-se à heterossexualidade, à homossexualidade e à bissexualidade, e o termo identidade de gênero a transexualidade e travestilidade.
Discriminação no mercado de trabalho
Art. 3º Deixar de contratar alguém ou dificultar a sua contratação, quando atendidas as qualificações exigidas para o posto de trabalho, motivado por preconceito de sexo, orientação sexual ou identidade de gênero:
Pena – reclusão, de um a três anos.
§ 1º A pena é aumentada de um terço se a discriminação se dá no acesso aos cargos, funções e contratos da Administração Pública.
§ 2º Nas mesmas penas incorre quem, durante o contrato de trabalho ou relação funcional, discrimina alguém motivado por preconceito de sexo, orientação sexual ou identidade de gênero.
Discriminação nas relações de consumo
Art. 4º Recusar ou impedir o acesso de alguém a estabelecimento comercial de qualquer natureza ou negar-lhe atendimento, motivado por preconceito de sexo, orientação sexual ou identidade de gênero:
Pena – reclusão, de um a três anos.
Indução à violência
Art. 5º Induzir alguém à prática de violência de qualquer natureza motivado por preconceito de sexo, orientação sexual ou identidade de gênero:
Pena – reclusão, de um a três anos, além da pena aplicada à violência.
Art. 6º O Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal, passa a vigorar com as seguintes alterações:
“Art. 61……………………………………………………………………….
II…………………………………………………………………………………
m) motivado por discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, condição de pessoa idosa ou com deficiência, gênero, sexo, orientação sexual ou identidade de gênero.”
Art. 121……………………………………………………………………………..
§ 2º……………………………………………………………………………………
…………………………………………………………………………………………
VI – em decorrência de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, condição de pessoa idosa ou com deficiência, gênero, sexo, orientação sexual ou identidade de gênero.” (NR)
Art. 129……………………………………………………………………………
……………………………………………………………………………………….
§ 9o Se a lesão for praticada contra ascendente, descendente, irmão, cônjuge ou companheiro, ou com quem conviva ou tenha convivido, ou, ainda, prevalecendo-se o agente das relações domésticas, de coabitação ou de hospitalidade ou em motivada por discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, condição de pessoa idosa ou com deficiência, gênero, sexo, orientação sexual ou identidade de gênero.” (NR)
Art. 140……………………………………………………………………………..
“§ 3º Se a injúria consiste na utilização de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião, origem, condição de pessoa idosa ou com deficiência, gênero, sexo, orientação sexual ou identidade de gênero:
………………………………………………………” (NR)
“Art. 288……………………………………………………………………………
…………………………………………………………………………………………
Parágrafo único – A pena aplica-se em dobro, se a quadrilha ou bando é armado ou se a associação destina-se a cometer crimes por motivo de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, condição de pessoa idosa ou com deficiência, gênero, sexo, orientação sexual ou identidade de gênero.
Art. 7º Suprima-se o nomem iuris violência doméstica que antecede o § 9º, do art. 129, do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal.
Art. 8º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
Fonte: Gospel+

Pastor Silas Malafaia volta a atacar sites e blogs, critica um “tal pastor” e afirma não roubar dinheiro da igreja

Pastor Silas Malafaia volta a atacar sites e blogs, critica um “tal pastor” e afirma não roubar dinheiro da igreja
No programa Vitória em Cristo que foi ao ar neste sábado, 9 de julho, o pastor Silas Malafaia falou sobre os blogs e sites evangélicos que pegam trechos de mensagens e distorcem o conteúdo e também sobre um pastor que foi até um das emissoras de TV onde Malafaia aluga horário para dizer que ele é milionário e que pode pagar qualquer valor para continuar aparecendo na TV.
Malafaia preferiu não revelar a identidade desse pastor, disse apenas que ele queria alugar um espaço na TV e para isso disse ao diretor da emissora que o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo é milionário e pode pagar o preço que a emissora pedir. “Podem cobrar o preço que vocês quiserem ao Malafaia que ele está milionário. Se ele sair da TV, a casa dele cai e o império dele cai.”
Indignado com essa atitude, Malafaia responde: “Se um dia eu sair da televisão eu vou continuar pregando. Eu sou presidente de uma igreja que será uma das maiores igrejas deste país.”
Para explicar sobre seus ganhos o pastor da Advec revelou que não recebe salário da igreja onde é presidente e também não recebe nada da Associação Vitória em Cristo. Seus recursos financeiros, segundo ele, vêm da venda de livros e de DVDs com mensagens.
Silas Malafaia também deixa claro que já foi investigado pelo Ministério Público, provando que ele não precisa roubar o dinheiro da igreja para viver.
“O que é meu está no meu nome, o que eu compro com o meu dinheiro está no meu nome. O que eu compro para a Associação e para a Igreja fica no nome da Associação e da Igreja”, esclarece.


Fonte: Gospelprime

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Carol Celico, esposa de Kaká, divulga seu DVD gospel com participações do jogador e André e Ana Paula Valadão

Carol Celico, esposa de Kaká, divulga seu DVD gospel com participações do jogador e André e Ana Paula Valadão
Caroline Celico, esposa do jogador Kaká, lançará em breve um DVD gospel. Batizado de Carol Celico, o trabalho foi gravado entre Europa, Estados Unidos e Brasil e traz doze faixas.
No DVD de Carol Celico haverá participações especiais como a cantora Cláudia Leiite e os irmãos André e Ana Paula Valadão do ministério Diante do Trono, além disso Kaká também participa na música Presente de Deus, que foi escrita pelo próprio jogador.
O trabalho de Carol Celico ganhou notoriedade a partir da divulgação de suas músicas na internet que em três meses receberam quase 2 milhões de downloads, e muitas dessas músicas receberam clipes não-oficiais no You Tube.
Sobre o novo trabalho, Carol divulgou que seu objetivo é “compartilhar as experiências que marcaram a minha vida em diferentes situações através das músicas”. Em outro trecho, ela admite que não é propriamente uma cantora. “Mesmo sem ser uma cantora, sempre acreditei que as palavras em forma de melodias têm um poder de falar mais diretamente ao coração das pessoas”, escreveu Carol.
No mesmo texto de divulgação do trabalho Carol reafirma seu discurso que ela e Kaká adotaram desde a saída do casal da Igreja Renascer em Cristo, declarando que: “Meu coração me dizia que muitas pessoas poderiam sentir paz e ter suas próprias experiências com Deus, assim como eu as tive, sem mesmo entrar em um templo, ou serem motivadas por alguma religião, pois creio que Deus é simples e age nas nossas vidas com simplicidade”.
O casamento de Kaká e Carol aconteceu na sede da Igreja Renascer em Cristo e a cerimônia foi conduzida por Estevam e Sônia Hernandes, fundadores da igreja. A saída do casal foi declarada no final de 2010 aonde não revelaram os motivos para a saída da igreja.
O casal já têm dois filhos, Luca, de 3 anos, e Isabella de 2 meses. Kaká é jogador do Real Madrid na Espanha.
Assista abaixo o vídeo promocional do DVD de Carol Celico e a música Presente de Deus com participação de Kaká:




Fonte: Gospel+
Com informações de Época

Ex-namorada de Tammy Gretchen e ex-atriz pornô Julia Paes vira cantora gospel

Ex-namorada de Tammy Gretchen e ex-atriz pornô Julia Paes vira cantora gospel
A cantora, ex-atriz pornô e ex-namorada de Tammy Gretchen — filha da famosa cantora Gretchen –, Julia Paes, revelou ao jornal Extra que aceitou a Jesus e se arrependeu de seu passado. Prova disso é que Julia, agora cantora gospel, vai lançar um disco evangélico e está processando os sites que mantém fotos eróticas sem permissão.
No site oficial da ex-integrante do grupo Sexy Dolls, um comunicado alerta os sites de que a multa diária para o uso indevido das imagens é de R$ 10 mil. Julia Paes, por enquanto, não deu mais detalhes de sua nova conversão. Em maio de 2010, a cantora chegou a afirmar que havia se convertido, mas depois atuou como “A Nova Musa do Forró”.
No mesmo período, Julia Paes passou a frequentar uma igreja evangélica e se casou, grávida de seis meses, com Gabriel Ribeiro. A cantora passou mal após ver imagens suas no programa TV Fama, da Rede TV, e se disse arrependida dos filmes pornográficos que fez. A decisão agora chegou à Justiça.
“Tenho encontrado sites onde solicitei a retirada desses materiais e fui prontamente atendida o que me fez acreditar que ainda existe (sic) pessoas ou empresas que não dependem da minha imagem para aparecer no mercado”, disse Julia em seu site oficial.
Em abril deste ano, Julia Paes gravou um vídeo no qual responde a um fã sobre sua conversão. No depoimento, a cantora diz que “é evangélica sim”, mas que seu trabalho não interfere em sua fé:


Fonte: Gospel+
Com informações de Extra e site oficial da cantora

Menina de 12 anos comete suicídio para doar orgãos a família

Menina de 12 anos comete suicídio para doar orgãos a família
No final do mês passado, uma história causou comoção na Índia. A menina Mumpy Sarkar, de 12 anos, fazia parte de uma família muito pobre de Jhorpara, na região de Bengala. Mridul, seu pai, precisava de um transplante de córneas pois estava ficando cego. Ao mesmo tempo, a família sofria com a doença de Monojit, irmão de Mumpy, que precisava de um transplante de rins para não morrer. Como a família não tinha condições de pagar pelas cirurgias e achar doadores compatíveis é sempre um desafio, o desespero tomou conta de todos.
Mumpy acreditou que tinha a solução para todos os problemas. Ela iria se matar e seus órgãos seriam doados para seus entes queridos. Porém, o bilhete suicida em que explicou seus motivos e o desejo de ajudar o pai e o irmão só foi encontrado após ela ser cremada, como é costume na Índia. Somente então Monica, irmã mais velha de Mumpy, contou que sabia do plano da caçula que tentou inclusive convencê-la a fazer o mesmo, caso algo desse errado. Mas Monica não aceitou.
Mumpy bebeu uma grande quantidade de pesticida sozinha e morreu mesmo depois de ter sido levada a um hospital da região. ”Demoramos muito para entender os sentimentos de uma criança muito sensível”, lamenta Mridul. Sua esposa, Rita, teve de ser internada após entrar em estado de choque com a notícia.
Ao saber do ocorrido, políticos locais se comprometeram a ajudar a família oferecendo auxílio médico.