Me acompanhe pelo e-mail

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Saiba quais foram as 10 maiores descobertas em arqueologia bíblica em 2012

 

Saiba quais foram as 10 maiores descobertas em arqueologia bíblica em 2012

A cada ano dezenas de instituições realizam escavações arqueológicas nas terras citadas da Bíblia. Algumas dessas escavações chamam a atenção permitir organizar melhor informações importantes que nos ajudam a entender melhor o mundo bíblico em seu contexto social.

Em 2012 várias dessas descobertas foram feitas, e algumas delas foram listadas pelo Christian Messenger. 10 das mais importantes entre essas descobertas encontram-se listadas abaixo:

Mosaico-Sinagoga-Huqoq 

1) Mosaico Huqoq Synagogue: Localizado na pequena vila de Huqoq, a oeste do Mar da Galileia, esse artefato foi encontrado pelo arqueólogo Jodi Magness, que também é professor de judaísmo na Universidade Chapel Hill, no estado norte americano da Carolina do Norte. O mosaico retrata Sansão amarando as caudas das raposas e também mostra duas faces em torno de uma inscrição. Essa sinagoga data de vários séculos depois da época de Cristo. Os estudiosos esperam que através dela possam obter mais informações sobre o desenvolvimento das sinagogas na região da Galileia.

2) Santuários de culto em Khirbet Qeiyafa: Descoberta feita em 2011, mas anunciada no início da primavera de 2012, pelo arqueólogo Yosel Garfinkel, da Hebrew University (Universidade Hebraica). Os santuários são evidências de culto antes e o Templo de Salomão. Trata-se de santuários sem imagens de culto, que são diferentes dos santuários cananeus e em conformidade com as tradições do judaísmo. Khirbet Qeiyafa fica sobre o Vale de Elah, cerca de 20 km ao sudoeste de Jerusalém

Reservatório-Primeiro-Templo

3) Reservatório de água do período do Primeiro Templo: Esta cisterna está localizada a sudoeste do Monte do Templo, em Arco de Robinson. Com sua capacidade de 66 mil litros, esta descoberta fornece novas informações sobre o consumo de água na época do Primeiro Templo de Jerusalém.

4) Belém Bullah: A impressão de selo com três linhas de script, esta é a primeira menção de Belém fora da Bíblia. Ele foi encontrado durante a peneiração de material de escavações na Cidade de Davi. Era um selo de uso fiscal, relacionado com a tributação dos embarques durante o reinado de um rei em torno do tempo de Ezequias, Manassés, ou Josias.

5) Selo de Jerusalém: Um selo real, que diz: “Pertencente a Matanyahu Ben Ho”, este selo foi encontrado perto de Arco de Robinson nas ruínas de um edifício do período do Primeiro Templo.

6) Um escaravelho egípcio: Este escaravelho foi encontrado em Jerusalém, pouco antes da Páscoa de 2012. Ele retrata a imagem de um pato, que é o nome do deus sol Amon-Ra. Ela é datada do século 13 a.C., logo após o período Amarna.

7) Kiryat Gat Hoard: Tesouro que foi encontrado perto de Ashkelon e contém 140 moedas romanas de ouro e prata que datam do século I d.C. e início do segundo. O tesouro inclui um brinco de ouro e um anel com um selo representando uma deusa alada.

8) A escultura hitita Neo, em Tel Tayinat: As inscrições da escultura registram eventos do reinado de Suppiluliuma, que provavelmente enfrentou Salmaneser III em 858 a.C. Tim Harrison, arqueólogo da Universidade de Toronto, acredita que este é o reino neo-hitita de Patina, que também pode ser Calno, citado em Isaías 10:9-10.

9) Trigo de 3.400 anos de Hazor: O trigo foi descoberto em 14 jarros de argila, queimados, mas não destruídas, há 3.400 anos. Este é uma das mais importantes escavações em curso em Israel, no local de uma das mais importantes cidades antigas do país.

10) Porto helenístico de Akko: Os arqueólogos estão escavando os restos do porto, que foi o mais importante de Israel nos séculos imediatamente antes do nascimento de Cristo.

Fonte Gospel+

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Descobertas arqueológicas recentes de materiais e manuscritos reforçam narrativas bíblicas

 

Descobertas arqueológicas recentes de materiais e manuscritos reforçam narrativas bíblicas

Duas descobertas arqueológicas movimentaram a comunidade internacional nos últimos dias.

De acordo com informações do site Israel National News, foram encontradas evidências de que uma das narrativas bíblicas, a batalha de Siló, presente no livro de 1 Samuel, quando os filhos de Eli foram mortos e a Arca da Aliança foi levada, realmente aconteceu.

Pesquisadores encontraram fundações, restos de um vaso e cinzas de um incêndio, o que denotaria que uma batalha significativa ocorreu no local.

Houve também a descoberta de manuscritos judeus de mais de mil anos no Afeganistão, está sendo considerada por arqueólogos a mais importante nos últimos cem anos, quando, em 1896, foram descobertos outros manuscritos numa sinagoga egípcia.

Os arqueólogos dimensionaram a importância da descoberta revelando que diversos colecionadores e historiadores europeus fizeram contato manifestando interesse em adquirir os manuscritos.

O departamento de história do governo de Israel teria adquirido 29 desses pergaminhos, por um valor não revelado, informou o site Acontecer Cristiano.

Segundo os cientistas, nos tempos medievais, a região onde foram encontrados havia sido um importante centro cultural e econômico. Para os arqueólogos, a descoberta é a primeira evidência física de que tenha existido uma grande comunidade judaica no antigo Afeganistão. A região hoje é fronteira com o Irã.

Os manuscritos seriam ligados a livros do Antigo Testamento e foram encontrados por fazendeiros numa região que atualmente é reduto do Talibã. Devido às condições de baixa umidade do deserto, o material ficou bem preservado ao longo do tempo.

O conteúdo dos manuscritos não foi revelado por completo, mas conteriam, entre outras coisas, contratos civis escritos em hebraico, aramaico, árabe e persa, além de textos religiosos, como comentários sobre o livro de Isaías.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Barack Obama escolheu pastor evangélico para dar a benção na cerimônia de posse de seu novo mandato como presidente dos Estados Unidos

Barack Obama escolheu pastor evangélico para dar a benção na cerimônia de posse de seu novo mandato como presidente dos Estados Unidos

Depois das inúmeras críticas que têm recebido dos cristãos por causa de sua defesa aos movimentos homossexuais, o presidente americano reeleito, Barack Obama, anunciou o convite ao reverendo Louie Giglio, pastor da Passion City Church, em Atlanta, para entregar a benção em sua cerimônia de posse.

Depois do anúncio da escolha de Obama começou a circular na internet um vídeo de uma antiga pregação de Giglio na qual ele atacada diretamente o homossexualismo. O vídeo tem causado uma grande polêmica no país, por trazer ideias contrárias a de políticas que vem sendo defendidas pelo presidente.

- A única maneira de sair de um estilo de vida homossexual é através do poder de cura de Jesus. Nós temos que dizer para os homossexuais a mesma coisa que eu digo a você e que você diria para mim, não é fácil de mudar, mas é possível mudar – declara o pastor no sermão, intitulado “Em busca de uma resposta cristã para a homossexualidade”, segundo o Huffington Post.

A cerimônia deste ano de inauguração também contará com a participação de Myrlie Evers-Williams, viúva do ativista dos direitos civis Medgar Evers. Evers-Williams, de 79 anos, está prestes a se tornar a primeira mulher e não-membro do clero para entregar a oração pública que é considerada central para a cerimônia.

Obama será empossado oficialmente em uma cerimônia privada no domingo, 20 de janeiro, mas a celebração pública, incluindo a invocação e bênção acontecerá lugar no dia seguinte, coincidindo assim com o feriado nacional em memória de Martin Luther King Jr.

Por Dan Martins, para o Gospel+