Me acompanhe pelo e-mail

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Peido de vacas provoca explosão na Alemanha

 

vacas[1]

 

O gás metano expelido por vacas provocou uma explosão em um celeiro na Alemanha nesta segunda-feira (27). A explosão feriu um dos animais e danificou o teto do celeiro no vilarejo de Rasdorf, na região central do país.

O gás acumulou-se com a flatulência e arrotos expelidos por cerca de 90 vacas, que se acumulou no local. A polícia disse à agência de notícias Reuters que um foco de ‘energia elétrica estática provocou a explosão do gás’.

Os serviços de emergência que visitaram à fazenda realizaram medições de gás metano no local.

Cada vaca é capaz de emitir 500 litros de gás metano por dia. O impacto ambiental da pecuária é alto, já que o metano é nocivo ao meio ambiente.

As vacas também expelem amônia, que pode danificar solo e água, devido ao nível tóxico de acidificação.

Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.

Fonte: G1

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

padre Fábio de Melo critica idolatria a Maria e gera polêmica

 

padrefabiodemelo

O padre Fábio de Melo é uma das maiores lideranças católicas do Brasil. Sacerdote, escritor e professor universitário, com pós-graduação na área de educação, ele exerce uma grande influência na igreja católica. Embora muitas vezes suas posições não são exatamente o que poderia se esperar de um padre conservador.

Recentemente participou do programa Altas Horas da Rede Globo, causando polêmica ao defender a união civil de gays, fazendo uma distinção do casamento religioso. Para ele, “são duas coisas diferentes”.

Na última semana um vídeo de uma pregação do padre foi colocado na internet e rapidamente se tornou popular nas redes sociais. Suas declarações que não chegam a dois minutos, atingem em cheio um dos dogmas da Igreja Católica e motivo de divisão há séculos entre católicos e evangélicos.

Fábio de Melo se diz com medo de o cristianismo ser “nivelado por baixo” no país e “a devoção mariana fora do seu lugar, tomando o lugar o Cristo”. Ele fez um apelo para a mudança de mentalidade, asseverando: “É Jesus que nos salva. É Jesus que nos resgata. É Cristo que nos liberta”.

Entre os comentários das redes sociais estão diversas críticas de católicos. “Este padre está falando por si, ele não está representando bem a igreja católica!”, disparou a internauta Beatriz Franco. Por outro lado, foi comemorada por evangélicos: “Ainda falta muito … Mas isso já é um grande sinal que as orações dos crentes em favor dos padres já está fluindo diante do trono de Deus”, escreveu o internauta Jairo Mello.

fonte: gospel prime

Ator protagonista de comercial da Marlboro morre de doença pulmonar

 

Anúncio da Marlboro na década de 70 protagonizado por Eric

Anúncio da Marlboro na década de 70 protagonizado por Eric

O ator Eric Lawson, que protagonizou anúncios do cigarro Marlboro na década de 1970, morreu aos 72 anos, vítima de uma doença pulmonar. Sua mulher Susan Lawson informou que ele faleceu no domingo dia 10 de janeiro, em sua casa na Califórnia.

Lawson foi diagnosticado com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPCO). O principal fator de risco para esta doença é o tabaco.

O atraente Lawson aparecia como vaqueiro nos comerciais que foram divulgados entre 1978 e 1981. Também teve breves aparições em programas de televisão, como nas séries “As Panteras” (1976-1981), “Dinastia” (1981-1989) e “Baywatch” (1989-2001), antes de se lesionar num set de um filme de faroeste, o que acabou encerrando sua carreira artística.

Fumante deste os 14 anos, Lawson depois apareceu num comercial contra o tabagismo, onde parodiava o seu personagem nos anúncios da empresa de cigarro. Apareceu ainda no programa “Entertainment Tonight” para falar dos efeitos negativos do tabaco. Além de sua esposa, o ator deixa seis filhos.

Outros atores de comerciais de tabaco morreram de doenças relacionadas ao fumo, como David Millar, que teve um enfisema pulmonar em 1987, e David McLean, um câncer de pulmão em 1995.

Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.

Fonte: O Globo

Governo do Irã está banindo o cristianismo e fechando as igrejas em todo o país

 

Governo do Irã está banindo o cristianismo e fechando as igrejas em todo o país

Nas últimas semanas a atenção mundial se voltou para o Irã por causa dos elogios de diversos líderes internacionais à decisão do país em fechar parte de seu programa nuclear. Parte dessa atenção vem também do fato de que o anúncio do Irã pode motivar o fim de algumas das sanções econômicas impostas a ele pelos Estados Unidos e União Europeia, como parte do acordo feito no ano passado sobre o fechamento do programa nuclear.

Porém, um fato que passa despercebido, apesar de o Irã de estar no centro das atenções mundiais, é a crescente perseguição religiosa que os cristãos enfrentam no país. Segundo Michael Wood do ministério Portas Abertas nos EUA, está em andamento um fechamento sistemáticos das igrejas cristãs em todo o país.

- É basicamente ilegal até mesmo ir a uma igreja – explica Wood, que revela ainda que o governo tem seguido e examinado a vida de supostos cristãos, com o objetivo de fechar as igrejas que estes frequentam.

Com isso, ele conta que muitos grupos de cristãos têm se reunido em casas, ao invés de ir às igrejas. Porém, a reunião de um grande número de pessoas nas casas acaba chamando a atenção também, e toda essa situação tem tornado ainda mais difícil a vida dos cristãos no país.

Segundo Wood a situação dos cristãos no Irã só tem se agravado desde a última eleição presidencial, mas, a despeito disso, um grande número de pessoas está se convertendo, oque gera ainda mais resistência por parte do governo islâmico iraniano.

Em nono lugar na Open Doors World Watch List, publicação anual do ranking de 50 países onde a perseguição aos cristãos é mais severa, o Irã tem reagido de maneiro enérgica ao crescimento do número de cristãos no país, fechando igrejas e perseguindo aqueles que se convertem do islamismo ao cristianismo.

Porém, Wood afirma que “sob a perseguição que está acontecendo, você vê uma Igreja em crescimento”.

 

Diante dessa situação, o ministério Portas Abertas pede aos cristãos do mundo inteiro que orem em favor dos irmãos iranianos, para que eles tenham perseverança, e continuem compartilhando sua fé.

Por Dan Martins, para o Gospel+

A música gospel hoje se tornou uma indústria, diz Marcos Witt

A música gospel hoje se tornou uma indústria, diz Marcos Witt

A música gospel hoje se tornou uma indústria, diz Marcos Witt

O sucesso do mercado de música religiosa, mais comumente classificada como gospel no Brasil, é algo além de qualquer dúvida. Não por acaso muitas gravadoras seculares têm contratado cantores e grupos evangélicos. Como resumiu o cantor e missionário Rodolfo Abrantes, da Bola de Neve: “Elas só estão querendo ganhar dinheiro”.

Este mês, o jornal mexicano El Universal fez uma reportagem com o pastor e cantor Marcos Witt, um dos mais influentes do continente americano. O título da matéria é sugestivo, “A fé move montanhas de dinheiro”.

Em resumo, a análise de Witt do cenário nos países de fala espanhola não é diferente do que acontece no Brasil. Entre muitas coisas, ele disparou “A música gospel hoje se tornou uma indústria”.

A questão central é que ocorre no México algo similar ao que se vê no Brasil. Tanto artistas católicos quanto evangélicos são rotulados como “gospel” e estão tendo uma crescente penetração nas rádios seculares.

Para Marcos Witt, que percorre a América Latina com a turnê “Supernatural” nos últimos dois anos e já foi visto por mais de 1,7 milhão de pessoas, é preciso que haja uma estrutura complexa e cara. “É correto que nos organizemos, pois precisamos pagar impostos, royalties e salários dos funcionários. Neste sentido acabamos fazendo parte dessa indústria. Por outro lado, eu também lembro que Deus nos dá dons gratuitamente e sabe que precisamos alimentar nossas famílias”, explica o pastor que também é dono da gravadora CanZion.

Em suma, essa “indústria gospel” é positiva desde que seja bem utilizada. Contudo, o cantor sente-se incomodado ao ver as pessoas tratarem o ministério de louvor como “apenas um negócio”. Ao ser questionado sobre a pirataria, Witt revelou que já se acostumou a ver pessoas vendendo produtos “não autorizados” com a sua imagem em canecas, faixas e camisetas entre outros.

Embora não aprove esse tipo de merchandising, afirma saber que aqueles vendedores “serão capazes de levar o pão para os seus filhos por minha causa. Está tudo bem se eles vendem a minha imagem e meu nome sem o meu conhecimento, na minha mente e no meu coração isso está resolvido, estou tranquilo”.

fonte: gospel+

Ampola roubada com o sangue de papa pode ser usada em ritual satânico

 

Ampola roubada com o sangue de papa pode ser usada em ritual satânico

Ampola roubada com o sangue de papa pode ser usada em ritual satânico

No último sábado (25) foi roubada uma ampola com sangue do papa João Paulo II. Ela foi levada junto com um crucifixo. Ambos estavam na pequena igreja de San Pietro della Ienca, na região montanhosa de Abruzzo, local que o falecido papa costumava visitar com frequência.

Atualmente, 50 agentes da polícia italiana fazem buscas na região, mas sem sucesso. Pasquale Corriere, presidente da associação cultural “San Pietro della Ienca” afirmou que só existem três frascos no mundo com sangue do papa João Paulo II. Um deles foi roubado em agosto de 2012, mas encontrado algumas horas depois, perto de uma estação férrea no litoral de Roma.

Com a canonização marcada para o próximo dia 27 de abril, a imprensa italiana tem questionado que valor teria um frasco de sangue. As autoridades italianas já disseram acreditar que o roubo foi encomendado, pois os ladrões levaram apenas a relíquia, deixando para trás muitos outros objetos de valor que estavam na igreja.

Contudo, nesta segunda, a declaração de um dos investigadores causou pânico na Itália. Segundo ele, a polícia não descarta a possibilidade de o roubo ter acontecido para um ritual satânico. Obviamente, a especulação gerou furor na internet, especialmente em fóruns onde se debate sinais do fim do mundo e “provas” de que o anticristo será um papa. Com informações de NBC e USA Today

Fonte: gospel+

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Mãe de Justin Bieber lança campanha de oração pelo filho preso

Mãe de Justin Bieber lança campanha de oração pelo filho preso 
 
Como toda mãe, Pattie Mallette está preocupada com seu filho Justin Bieber. Ela tem esperanças que Deus intervenha na vida de seu filho, que foi preso ontem, acusado de dirigir sob efeito de drogas e álcool, resistir a prisão e guiar com a carteira de motorista suspensa. Passou a noite na cadeia e foi liberado sob fiança.
Em entrevista ao jornal britânico The Sun, Pattie disse estar muito preocupada com Justin, que tem se envolvido constantemente em confusões com a polícia em diferentes países. Embora a matéria tenha sido publicada antes da prisão de Bieber por dirigir alcoolizado, parecem ainda mais fortes agora que ele terá de responder à justiça americana.

“Eu acho que muitas pessoas vão para a indústria do entretenimento com fortes raízes cristãs. Eles entram com a moral certa, mas deixam-se influenciar de alguma forma. Eu peço que as pessoas pensem em Justin com carinho. Eu oro todos os dias por ele”, confessou. Logo em seguida acrescentou: “Não o critiquem quando ele faz este tipo de coisa, não o condenem, orem por ele”. Essa campanha de oração pelo cantor teve repercussão nas redes sociais.

O astro adolescente nasceu no Canadá, mas mora nos Estados Unidos. Aos 19 anos, o artista não para de se envolver em escândalos, principalmente por causa de sua relação com as drogas. Este mês, policiais encontraram cocaína em sua casa, na Califórnia. O motivo da revista foi a denúncia de um vizinho reclamando que o adolescente atirou cerca de 20 ovos na sua casa.

Não é a primeira vez que Pattie, 37, pede que as pessoas orem pelo filho. Cristã convicta, ela escreveu uma biografia onde conta que se envolveu com drogas e álcool e que, aos 17 anos, pensou em se suicidar. Ao ficar grávida de Justin, cogitou fazer um aborto. Foi nessa época que ela se converteu.

Das outras vezes que se meteu em confusão com polêmicas por causa de suas atitudes, Bieber usou as redes sociais para se justificar, afirmando que só Deus poderia julgá-lo e “Sou cristão, mas não sou perfeito”.

Fonte: gospelprime notícias 

Marta Suplicy é condenada e tem direitos políticos cassados por três anos

 

 
A ex-prefeita de São Paulo e atual ministra da Cultura, Marta Suplicy, foi condenada por improbidade administrativa pela Justiça de São Paulo por atos à frente do Executivo municipal no período de 2001 a 2005. A decisão, publicada no dia 9 de janeiro, é do juiz Alexandre Jorge Carneiro da Cunha Filho, da 1ª Vara da Fazenda Pública da capital paulista.

Além da suspensão dos seus direitos políticos por três anos, Marta Suplicy foi condenada ainda a pagar multa no valor de cinco vezes o que ela recebia de remuneração no período em que foi prefeita.

O advogado Pedro Estevam Serrano, que representa Marta na ação, disse que respeita a decisão, mas irá recorrer da sentença dentro do prazo legal, que é de até 15 dias após a publicação da decisão. Segundo ele, outro contrato idêntico entre a Prefeitura de São Paulo e a GTPOS durante a gestão da petista na administração municipal teve decisão favorável da Justiça.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, Marta Suplicy contratou sem licitação, em 2002, a organização não-governamental GTPOS (Grupo de Trabalho e Pesquisa em Orientação Sexual) para desenvolver ações sobre planejamento familiar, métodos contraceptivos e sexualidade para os moradores das subprefeituras de Cidade Ademar e Cidade Tiradentes, ambas na Zona Leste de São Paulo.

A secretária municipal da Educação na gestão de Marta Suplicy, Maria Aparecida Perez, também teve seus direitos políticos cassados por três anos e ainda terá de pagar multa equivalente a cinco vezes o salário dela na época.

A ONG também foi condenada a pagar multa no valor de 10% do contrato original firmado com a administração, de R$ 372.119,19 na época, o qual deve ser atualizado segundo os índices oficiais acrescido de juros moratórios contados da última citação realizada nos autos do processo. E foi proibida de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócia majoritária, pelo prazo de três anos.

Em sua decisão, o juiz afirma que os documentos apresentados comprovam que a “contratação ilícita levou ao favorecimento da entidade, que, em sua origem, teve relações estreitas com a chefe do Executivo local”. Marta Suplicy foi sócia-fundadora da ONG.

“Nestes termos, verifica-se que o gestor desviou-se de seu dever de imparcialidade, praticando conduta voluntária e consciente, favorável à entidade com que há pouco mantinha estreita relação funcional, não se resguardando quanto à licitude objetiva do processo de escolha do prestador de serviço, para o que era imprescindível, no mínimo, a consulta de preços dirigida a demais agentes aptos à atividade contratada”, completa a decisão judicial, da qual cabe recurso.


Deixe seu comentário no Verdade Gospel.
Fonte: G1