Me acompanhe pelo e-mail

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Maioria das liderancas religiosas em países pobres afirma que a lei deveria seguir a Bíblia

Maioria das liderancas religiosas em países pobres afirma que a lei deveria seguir a Bíblia
O relatório de pesquisas feito pela Instituição Pew em outubro de 2010 em um Congresso de líderes evangélicos na cidade do Cabo, na África do Sul ficou pronto.
Na pesquisa foram colhidas respostas de 2.196 lideres (43% de países ricos e 57% de países pobres/emergentes)  de 166 países, as quais revelaram aquilo que esses pastores pensam e sentem. De acordo com a Pew, são de 246 a 600 milhões de evangélicos, segundo a Aliança Evangélica Mundial, para o Brasil calcula-se que a população evangélica esteja em torno de 50 milhões de pessoas.
No Congresso estavam pastores da Europa (20%), América do Norte(19%), Ásia (21%), África Subsaariana (27%) e da América do Sul (10%). Mais de 80% deles acham que os líderes religiosos têm que expressar sua opinião mediante a política, agora quando o assunto é tranformar a Bíblia em leis, há uma divergência entre os pastores. Enquanto 58% dos líderes países pobre/emergentes acham que fazer do Livro Sagrado Lei, somente 28% dos líderes de países ricos concordam.
Fonte: Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário